Player da Rádio

Pesquisar este blog

Tocando na Rádio

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Mitzvá do dia é a de número nove positiva


Shalom a todos, vamos ao comentário resumido das Mitzvot do Eterno (Hacadosh Baruch Hu), sendo a mitzvot de hoje o preceito de número nove positivo do tipo faça - Kidush Hashem [Santificar o Nome de Hashem, Nosso Criador]
Este mandamento tem com fonte na Torah o Livro de Vayicrá (Levítico) 22:32:
"Velo techalelu et-shem kodshi venikdashti betoch beney Yisra'el ani Adonay mekadishechem."
["E serei santificado entre os filhos de Israel"]

O que significa santificar o Nome do Sagrado Bendito Seja Ele?

Seu sentido está ligado a entendermos o dever de divulgar esta crença verdadeira (o Judaísmo estabelecido por Hashem) em público, sem temer danos de qualquer espécie. Mesmo se um tirano tentar forçar-nos a rejeitar a D'us (Louvado seja!), não devemos obedecer e, em vez disso, devemos  preferir a sentença de morte do tirano, e não devemos sequer enganar o tirano [agindo de tal forma] fazendo-o crer que rejeitamos [Qu o Eterno nos Livre disso], embora em nossos corações continuemos a crer em Hashem (Hacadosh Baruch Hu).
Sendo este mandamento imposto para que fosse observado por cada filho de Israel que devem estar sempre prontos a morrer nas mãos de um governo tirano por nosso D-us Eterno (Louvado seja!) e por nossa fé na Unidade absoluta, sendo Ele incorpóreo, indivisível e não existe nada e nenhum ser na terra ou nos mundos e realidades espirituais que possam ser comparadas com o Sagrado D-us.
Assim devemos observar e guardar na tábua dos nossos corações o exemplo digno dos fiéis:
Chananiá, Mishael e Azariá na época do perverso Rei Nabucodonosor [após destruição do primeiro templo
durante o exílio babilônico], quando o rei forçou o povo a prostrar-se diante do ídolo e todos assim o fizeram, inclusive os israelitas, e não havia mais ninguém lá para santificar o Nome de Hashem, pois estavam todos aterrorizados.  Essa foi uma grande vergonha para o povo de Israel, pois todos eles perderam o mérito de cumprir este mandamento (Mitzvá), sendo os únicos tementes a Hashem os jovens Chananiá, Mishael e Azariá.

Este mandamento (mitzvá) se aplica sempre em ocasiões como aquela, quando todo mundo estava aterrorizado
e era um dever declarar publicamente, naquela ocasião, que D-us é Um [Hashem Echad].

Hashem já havia prometido, através de Yeshaiahu, que o povo de israel não seria envergonhado por completo  naquele momento difícil, pois entre eles surgiram jovens sem medo da morte que derramariam seu sangue e proclamariam a fé, santificando o Nome de Hashem publicamente, como ele nos ordenou através de Moshê Rabeinu
(ou seja Moises como nosso Mestre).
Essa promessa está nas palavras: "Agora Yaakóv não ficará envergonhado, nem ficará seu rosto pálido; quando ele ver
que seus filhos, a obra de minhas mãos, no meio dele, santificam o meu nome" (Yeshaiahu 29:22-23)
Que nos esforcemos a sempre de todo coração a não permitir que o Nome do Eterno deixe de ser santificado.
Esta foi a mitzvá positiva do tipo faça de número nove SANTIFICAR O NOME DE HASHEM [KIDUSH HASHEM]

Que o D-us Eterno abençoe a todos, até a próxima e shalom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário